Tags

, , , ,

O Rei, o Guerreiro e o Herói: Beowulf e sua Representação no Mundo Germânico

Elton O. S. Medeiros

Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo (USP), 2006

Através deste trabalho, pretendemos analisar o poema Beowulf e sua importância na sociedade da Inglaterra anglo-saxônica, em especial no que se refere às imagens aristocráticas e régias. Estabelecemos paralelos das personagens encontradas no poema e demais referencias do corpo poético anglo-saxão, com o quadro sócio-cultural do momento tendo por foco o período chamado em nossa pesquisa por período alfrediano. Segundo nossa hipótese, teria sido dentro deste período (final do século IX e início do século XI) que provavelmente Beowulf teria sido composto, assim como outras obras de cunho heróico. A idéia central seria de que tais obras teriam uma finalidade modelar para a aristocracia guerreira durante o momento da reconquista dos territórios ocupados pelos escandinavos desde o início das primeiras invasões. Assim, as imagens encontradas nessas obras e em especial Beowulf, estariam espelhando um ideal aristocrático germânico, mas profundamente influenciado pela tradição cristã. Desta forma, o que teremos será uma produção poética incentivada pela ascensão da Casa de Wessex (iniciada pelo rei Alfred, o Grande) que irá refletir o ideário germânico de glória e honra unido a elementos cristão, principalmente do Velho Testamento. Ao reforçar tais elementos, o período alfrediano estabeleceria um modelo aristocrático e régio, tendo o poema Beowulf como um reflexo desta retomada cultural numa Inglaterra pré-conquista normanda.

Clique aqui para ler Dissertação_2006

ou

Biblioteca Digital USP Teses & Dissertações